maternidade e vida profissional como conciliar

Maternidade e vida profissional, como conciliar

Spread the love

Um dos grandes desafios enfrentados por mamães é conciliar o cotidiano de cuidado com os filhos e a vida profissional. No passado, as mulheres se dedicavam quase que exclusivamente às tarefas da casa, o que incluía cuidar dos filhos em tempo integral. Mas a realidade moderna é outra: as mulheres estão presentes no mercado de trabalho.

Para conciliar a maternidade e a vida profissional, as mulheres devem implementar estratégias diárias, que incluem otimização do tempo e compartilhamento das tarefas do dia a dia com o a figura paterna, que assume um papel importante na atualidade.

Nesse artigo vamos mostrar como ser mãe sem perder de vista o lado profissional. Dessa forma você será capaz de fazer as suas coisas com eficiência, sem se desgastar. Entre para o time de mamães que dá um show na maternidade e no trabalho.

Cuidar dos filhos não significa abrir mão do trabalho

Muitas pessoas tende a acreditar que conciliar a maternidade e a vida profissional é impossível. Trata-se de um pensamento antiquado, tendo em vista que na modernidade as mulheres estão cada vez mais independentes e ativas no mercado de trabalho. Os homens, por sua vez, estão tendo que se virar com a nova realidade.

Um dos fatos que deve estar bem claro é que a maternidade não significa ter que abrir mão da vida profissional. É possível cuidar bem dos filhos e ainda manter as atividades laborais, inclusive em ambiente externo. Outro erro comum é pensar que a mulher pode trabalhar sim, mas só dentro de casa.

Durante a gestação e um pouco depois, é mais do que normal que a mulher se afaste das atividades profissionais, em razão do seu estado de saúde no pós-parto e também e decorrência dos cuidados de que a criança necessita nesse momento. Mas a vida profissional da mulher não morre com a maternidade.

Vamos mostrar como conciliar a maternidade e a vida profissional de forma simples e humana. Não é possível manter uma rotina de trabalho sem contar com suporte de outra pessoa ou sem delegar funções no dia a dia, por exemplo. Mesmo as mães solteiras podem conseguir trabalhar e cuidar do filho ao mesmo tempo.

 

A importância do gerenciamento de tempo

O gerenciamento de tempo é uma estratégia que serve para tudo: desde estudar para concursos públicos até conseguir melhores rendimentos em uma empresa. Para conciliar a maternidade e a vida profissional é fundamental controlar o tempo diário. Tarefas importantes devem ser priorizadas e tarefas sem importância descartadas.

Cuidar de um filho demanda bastante tempo e atenção. Se você, antes de ser mãe, passava várias horas assistindo filmes e séries e casa, esqueça. Para conseguir trabalhar e exercer bem a maternidade ao mesmo tempo é preciso abrir mão de algumas comodidades e da zona de conforto.

Fazer o gerenciamento de tempo é simples. Elabore uma lista com todas as suas atividades diárias, desde as mais simples, como tomar café da manhã, trabalhar, almoçar e ver televisão, por exemplo, até atividades mais complexas e não tão frequentes, como ir ao banco e pagar contas.

Depois, divida essas atividades em três grupos principais: atividades de alto impacto, atividades de médio impacto e atividades de baixo impacto. As de alto impacto são as mais importantes, as de médio impacto são as medianas e as de baixo impacto são atividades que podem ser cortadas do dia a dia ou reduzidas ao máximo.

Ao realizar o gerenciamento de tempo, cortando tudo que não é fundamental, você será capaz de conciliar a maternidade e a vida profissional. Muitas pessoas reclamam da falta de tempo, quando na verdade possuem até tempo sobrando. O problema é que não sabem aproveitar esse tempo.

Divisão de tarefas: o papel dos homens na vida cotidiana

Se você é mãe e quer continuar trabalhando, por acreditar que é importante manter a sua profissão e sua autonomia financeira – algo que é super recomendado, na verdade – está na hora de colocar na cabeça que a maternidade vem acompanhada da paternidade. Os homens precisam participar ativamente do cuidado dos filhos.

Muitas vezes, assim que a criança nasce, o pai continua trabalhando e a mulher passa a suportar todos os desafios da maternidade e cuidado com o lar. É praticamente impossível conciliar a maternidade e a vida profissional quando a mãe está presa em casa cuidado do filho e de todas as tarefas.

A divisão das funções cotidianas é ideal para que todos consigam exercer suas profissões, sem deixar de lado o bem-estar e atenção ao filho. Geralmente o brasileiro trabalha oito horas por dia. Se um trabalha durante o turno da manhã, o outro pode muito bem trabalhar no turno da tarde.

Dessa forma todos podem se ajudar, dividindo as tarefas de casa, como cuidar do filho, da casa, da alimentação e demais detalhes da vida cotidiana. Não existe mais a noção de “trabalho de homem” e “trabalho para mulher”. Existe a noção de trabalho, que precisa ser feito, por todos os interessados na relação.

Delegar tarefas é fundamental

Mas e se a mulher é solteira e exerce a maternidade sem a colaboração de outra pessoa? Nesse caso, conciliar a maternidade e a vida profissional pode ser um pouco mais difícil, mas não é impossível. Existem algumas estratégias que proporcionam mais tempo e autonomia para trabalhar.

Uma das opções é investir em alguém que cuide da criança durante o período em que a mãe não se encontra. É um gasto que pode acabar sendo compensado no final do mês, principalmente se a mamãe exerce uma boa profissão. O cuidado de uma pessoa externa não substitui o cuidado materno, mas serve de suporte.

Outra ideia é reduzir a jornada de trabalho e optar por deixar a criança em uma creche, assim que ela completar a idade mínima exigida pelas instituições. Existem muitas creches espalhadas pelo Brasil, tanto públicas quanto privadas. Nesses lugares as crianças são bem cuidadas e recebem atenção constante.

Todas essas ideias permitem conciliar a maternidade e a vida profissional. Dessa forma você pode manter a sua fonte de renda, desempenhar suas funções no mercado e ainda participar da criação do seu filho. A maternidade é uma etapa importante na vida da mulher, mas que não deve ser vista como obstáculo para o trabalho.

Como conciliar a maternidade e a vida profissional trabalhando por conta

Para terminar esse artigo, temos uma sugestão extra. Se você não está empregada e deseja conciliar a maternidade e a vida profissional, poderá abrir o seu próprio negócio. Em um mercado de trabalho em que mais de 50% das mulheres são dispensadas por motivo de gravidez, é importante ter uma carta na manga.

Existem diversas opções de empreendimentos que podem ser criados com pouco investimento. Basta pensar em algo que você goste ou que tenha afinidade e começar a bolar estratégias de mercado. Seja como for, a maternidade é só mais um detalhe, não podendo nunca obstaculizar o seu sucesso profissional.

O que você achou sobre essas dicas para conciliar a maternidade e a vida profissional? O seu trabalho é importante para a sua autoestima, para a sua saúde e qualidade de vida. Sem falar que exercer uma profissão garante uma fonte de renda, para sustentar não apenas a você, como a sua família como um todo.

Confira nossas roupas para bebê em: https://bebedepano.com.br/

Roupas para bebê - bebe de pano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *